18/10/2019

Boa saúde física e emocional da mulher

Nas últimas semanas você tem acompanhado conteúdos especiais relacionados ao Outubro Rosa aqui no Portal Cemig Saúde, com dicas de cuidados com o seu corpo e a sua mente. Mas quando o assunto é a atenção com a mulher, saiba que há um mal tão cruel quanto o Câncer: a violência.

Se uma mulher é proibida de sair com os amigos, é constantemente ridicularizada ou sofre com algum tipo de violência, o diagnóstico é certo: provavelmente ela está em uma relação abusiva. Apesar dessas situações serem mais associadas à vida de casal, elas também podem ocorrer entre familiares, amigos e até mesmo no ambiente de trabalho. 

Uma relação abusiva não é apenas aquela em que a mulher é agredida fisicamente, mas também quando sofre violência moral, pois algumas atitudes podem gerar danos psicológicos bastante graves. Entre os sintomas mais comuns estão a sensação de culpa, vergonha e baixa autoestima, o que na maioria das vezes faz com que a mulher leve muito tempo até procurar ajuda.

Para reconhecer um relacionamento abusivo, o primeiro passo é exercitar a auto-observação. Dessa forma, é possível notar atitudes degradantes que são repetidas no dia a dia e adotar ações para impedir que elas continuem a ocorrer. Conheça os principais sinais de um relacionamento tóxico: · 

  • Ser insultada e ridicularizada, seja em público ou a sós;
  • Ser monitorada constantemente e ter sua privacidade invadida;
  • Sofrer agressões físicas;   
  • Perceber um ciúme patológico por parte do abusador; 

Ter suas ideias e opiniões constantemente desconsideradas.   Isso quer dizer que, além de cuidar de seu corpo, manter uma alimentação saudável e praticar exercícios físicos, toda mulher deve procurar ajuda caso tenha dúvidas se está em um relacionamento abusivo. Nessas horas, você também sempre pode contar com a ajuda e o aconselhamento de seu médico de referência!