04/11/2019

Sorria e aproveite os benefícios

Imagine que você está com uma dor de cabeça forte e sem nenhuma disposição para levantar da cama. Então um amigo vai até a sua casa, conta uma piada e vocês começam a rir. Na maioria das vezes, é instantâneo: a dor de cabeça e a indisposição começam a ir embora. Mas, afinal, por que isso acontece?

Os benefícios do riso já são conhecidos há muito pela sociedade. Para se ter uma ideia, Hipócrates, considerado o pai da medicina, já utilizava a fisioterapia do riso como forma de tratar os seus pacientes no século IV a.C. Hoje em dia é comum que os hospitais abram as suas portas para profissionais do riso, como forma de ajudar no tratamento de doenças graves, especialmente entre as crianças.

Além de estimular o aumento da imunidade e a produção de anticorpos, rir também faz bem ao coração: uma boa gargalhada é capaz de aumentar o fluxo sanguíneo e ajuda na prevenção de doenças cardíacas. O riso também é capaz de aliviar a tensão física e liberar endorfina, substância que proporciona a sensação de bem-estar e põe fim ao estresse, nervosismo, irritação e mau humor.

Conheça outros benefícios proporcionados pelo riso:

  • Aumenta o nível de HDL, conhecido como colesterol bom, e elimina o LDL, o colesterol ruim.
  • Por trabalhar o diafragma, abdômen, pernas e costas, seus movimentos aliviam dores e contusões e melhoram o sistema gastrointestinal.
  • Uma gargalhada trabalha 24 músculos faciais, estimulando o rejuvenescimento e atuando na prevenção de rugas.
  • Ajuda a potencializar a concentração, a percepção e a criatividade, além de reduzir as chances de um Acidente Vascular Cerebral (AVC).
  • Eleva a autoestima e a confiança, melhorando a saúde emocional e a relação com outras pessoas.

Depois de conferir todas essas vantagens de dar boas gargalhadas em seu dia a dia, lembre-se de, mesmo em dias difíceis e estressantes, não abrir mão de ter momentos de lazer em seu dia a dia. Portanto, saia com os amigos, pratique atividades físicas, leia um bom livro e faça consultas regulares com o seu médico de referência – afinal, saúde também é sinônimo de felicidade!