04/12/2019

Saúde, bem-estar e qualidade de vida

Assegurar uma vida saudável e promover o bem-estar para todos, em todas as idades, é o terceiro Objetivo de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da Organização das Nações Unidades (ONU). O que muita gente não sabe é que saúde e bem-estar são dois conceitos bem diferentes e que merecem atenção.

A maioria das pessoas acredita que saúde significa apenas a ausência de doenças, mas esse conceito é mais amplo do que parece. Isso porque, segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), saúde significa ter o corpo, a mente e a vida social saudáveis.

Já bem-estar é um conceito ainda mais complexo, pois diz respeito à satisfação de cada indivíduo e pode ser entendido como algo objetivo, quando relacionado a aspectos sociais e econômicos, e subjetivo, se relacionando com a experiência de vida. É por isso que o bem-estar subjetivo é dividido em afetos positivos, afetos negativos e satisfação com a vida.

Assim, podemos dizer que ter bem-estar é a capacidade de uma pessoa suprir as suas necessidades e se satisfazer com a vida, enquanto ter saúde significa viver em um estado de mais completo bem-estar físico, mental e social.

E quanto à qualidade de vida? Para a OMS, ela é a “percepção do indivíduo sobre sua posição na vida, no contexto da cultura e sistemas de valores nos quais ela vive e em relação aos seus objetivos, expectativas, padrões e preocupações”. Dessa forma, a qualidade de vida abrange questões físicas e psicológicas, assim como aspectos de mobilidade, relações pessoais, segurança, recursos financeiros, opções de lazer, entre outros.

E o que saúde, bem-estar e qualidade de vida têm em comum? A busca por um corpo e uma mente sadios! Confira algumas dicas para isso:
• Beba muito água.
• Tenha uma dieta rica em alimentos naturais, evitando produtos industrializados e com excesso de sal, açúcar e gordura.
• Pratique exercícios físicos regularmente.
• Cuide da sua saúde mental.
• Evite bebidas alcóolicas e o fumo.
• Faça consultas regulares com o seu médico de referência.