11/12/2020

Covid-19 e Dengue: conheça as diferenças e fique atento

A pandemia de Coronavírus continua e, assim como tem sido feito nos últimos meses, a população deve permanecer atenta para evitar o aumento de casos de Covid-19. No entanto, a chegada da temporada de chuvas e do calor torna necessário redobrarmos os cuidados contra o Aedes aegypti, mosquito transmissor da Dengue, Zika e Chikungunya.

De acordo com a Secretaria de Estado de Saúde, em 2020 foram registrados 56.720 casos de dengue em Minas Gerais, além de 12 mortes provocadas pela doença. Já os números de Covid-19 geram mais preocupação: até 9 de dezembro, foram registrados 448.880 casos e 10.429 mortes pela doença no estado.

Como as duas doenças podem ter sintomas parecidos, é necessário ficarmos atentos. Continue a leitura e entenda as principais diferenças entre Covid-19 e Dengue!

Transmissão
Tanto a Dengue quanto a Covid-19 são doenças virais, mas transmitidas de maneiras totalmente distintas. A Dengue é transmitida apenas pela picada do mosquito Aedes aegypti, ou seja, uma pessoa doente não pode infectar outra. A transmissão da Covid-19, por outro lado, ocorre justamente de um indivíduo infectado para outro, quando o doente elimina partículas virais ao espirrar e tossir.

Sintomas
Febre, dor de cabeça e dor no corpo são sintomas comuns a ambas as doenças, o que torna tão comum confundir Covid-19 e Dengue. No entanto, como a Covid-19 é uma doença respiratória, nesse caso é mais comum que o paciente apresente sinais como alteração do olfato e paladar, tosse seca, falta de ar e problemas respiratórios mais graves, como pneumonia.

No caso da Dengue, além de não serem frequentes sintomas respiratórios, é comum a ocorrência de dores nas articulações, manchas vermelhas pelo corpo e problemas gastrointestinais – sinais não muito comuns em pessoas infectadas pelo Coronavírus.

Prevenção
Estar atento à limpeza e à higienização é um cuidado importante tanto para a Covid-19 quanto para a Dengue. Em relação ao Coronavírus, é necessário higienizar as mãos regularmente, utilizar máscaras de proteção e praticar o distanciamento social. Já para se proteger contra a Dengue, a principal medida é combater o mosquito Aedes aegypti, eliminando objetos que possam acumular água parada, assim como usar repelente regularmente.

Se você apresentar algum sintoma comum à Covid-19 e à Dengue e é vinculado ao nosso modelo de cuidado, o Conexão Saúde, marque uma consulta com seu médico de referência. Além disso, também é possível receber atendimento médico sem sair de casa pelo Pronto Atendimento Online da Cemig Saúde. Assim, é possível se consultar de maneira online com um médico do Hospital Albert Einstein, com conforto e segurança. Para acessar o serviço, clique aqui.