13/01/2021

Iniciativas da Cemig Saúde ajudam a evitar reajuste extraordinário em 2021

Em 2021, pela primeira vez desde a criação do plano, não haverá reajuste extraordinário na Cemig Saúde. Esse tipo de reajuste é feito com o objetivo de realizar a recomposição atuarial das contas da Operadora, considerando a relação das despesas assistenciais e receitas. Essa conquista é um reflexo do modelo de gestão implantado nos últimos anos, assim como das diversas ações adotadas para melhorar os resultados do plano e contribuir para sua sustentabilidade financeira.  

Diversas ações e iniciativas contribuíram para que não houvesse o reajuste extraordinário em 2021. Uma delas foi a renegociação dos contratos dos prestadores de serviço, feito pela Cemig Saúde nos últimos anos, e a adoção de novas medidas para aumentar a taxa de desospitalização, ou seja, evitar internações desnecessárias. Ao aprimorar a gestão de pacientes internados e oferecer um cuidado coordenado, conseguimos reduzir o número de internações e as chances de eventos adversos nos hospitais. Consequentemente, também otimizamos recursos.  

O lançamento de nosso modelo de cuidado, o Conexão Saúde, também trouxe muitos benefícios. O modelo garantiu um cuidado integrado, humanizado e coordenado aos beneficiários, baseado no modelo de Atenção Primária à Saúde (APS) e com foco na medicina preventiva, propiciando diversos ganhos para a saúde dos beneficiários. Afinal, seu enfoque é a prevenção de saúde, e não a doença. Além disso, o Conexão Saúde nos ajuda a otimizar o uso dos recursos do plano, favorecendo a estabilidade financeira e a sustentabilidade da Operadora a longo prazo.  

Outro motivo foi o lançamento do Pronto Atendimento Online, nosso serviço de teleconsultas. Seu maior destaque foi revolucionar o cuidado com a saúde e levar uma assistência segura e de qualidade aos beneficiários durante a pandemia de Coronavírus.  

O aumento de beneficiários em programas de cuidado coordenado e a otimização dos processos de compra de órteses, próteses e materiais especiais (OPME) e grandes insumos, assim como as revisões realizadas em contratos administrativos, também contribuíram para os bons resultados. Outras práticas benéficas incluem a revisão e implementação de novos processos e a implementação do projeto de Transformação Digital, que levou mais inovação à Operadora.  

Essas foram as principais medidas tomadas pela Operadora para garantir a saúde e a qualidade do nosso plano. Como resultado, conseguimos evitar o reajuste extraordinário em 2021 e continuamos mantendo o equilíbrio do plano. Mas essas medidas não foram as únicas, e nem serão as últimas. Para os próximos anos, o objetivo é continuar pensando em novas iniciativas para que possamos levar as melhores soluções de cuidado aos beneficiários e, claro, garantir a nossa sustentabilidade financeira.  

Reajuste inflacionário

Apesar de não haver reajuste extraordinário em 2021, a Cemig Saúde está aplicando, como ocorre anualmente, o reajuste inflacionário, que para este ano será de 4,77% (valor baseado no reajuste salarial da Cemig) vigente desde o início de 2021.