02/08/2016

Volta às aulas e os cuidados com a saúde das crianças

Sono curto, agitado ou interrompido no meio da noite. Engana-se quem pensa que esses sintomas são exclusivos aos adultos. Com a volta às aulas é normal que as crianças apresentem alguma dificuldade para se readaptar ao ritmo escolar, especialmente aquelas que estudam no período da manhã. “Dificuldade para acordar cedo e sonolência durante o dia são os sinais clássicos que as crianças costumam apresentar nesse período pós férias”, explica o neurologista Gutemberg Santos, do Hospital Israelita Albert Sabin.

O especialista garante que esses sintomas são normais e passageiros, mas os pais devem ficar atentos porque eles tendem a cessar em aproximadamente 10 dias após a retomada das aulas. “Crianças que apresentam distúrbios prolongados de sono precisam de uma avaliação médica especializada para que as causas sejam investigadas o quanto antes”, alerta o neurologista. Em geral, as crianças não necessitam de tratamento medicamentoso. “Uma revisão na rotina de atividades desse estudante, na maioria das vezes, já resolve o problema”, esclarece. Segundo o médico, “desde cedo os pais devem cultivar em seus filhos a cultura da higiene do sono, que nada mais é do que propiciar um ambiente agradável, ir para a cama somente na hora de dormir, manter horários regulares para adormecer e acordar, evitar estímulos que os deixem mais alertas, dentre outros. Essas medidas acalmam e induzem ao sono tranquilo e reparador naturalmente”, explica.

Fique atento a alguns sinais que as crianças costumam dar quando as noites mal dormidas estão evoluindo para um distúrbio do sono:

• Agressividade com os irmãos ou amigos;

• Mudanças repentinas de humor;

• Agitação; • Dificuldade de concentração;

• Perda de apetite;

• Desmotivação para atividades prazerosas como esportes e brincadeiras.

Fonte: Saúde Business